Alimentos x disfunções da ATM

ATM:

Você sabia que os alimentos funções importantes muito além da nutrição do corpo? Por meio da mastigação podemos exercitar os músculos e articulações da face, importantes para o desenvolvimento saudável desde o nascimento. Para você entender melhor, selecionei tópicos interessantes neste texto que exemplificam melhor a relação dos alimentos com as disfunções da ATM.

Talvez você já tenha ouvido falar sobre ATM ou DTM, que, também, são conhecidas como Articulações Temporomandibulares, responsáveis pela conexão do maxilar e crânio, sendo uma das articulações mais complexas que temos no corpo humano. Inclusive, são responsáveis pelos movimentos de abrir e fechar a boca, bocejar, mastigar e no auxílio da fala. Envolve as estruturas da cabeça da mandíbula, ligamentos e disco articular, que recebem irrigação de várias artérias e veias (profundas e superficiais), nervos temporais profundos, mandibular e nervo massetérico.

Disfunções de ATM:

São consideradas como disfunções da ATM problemas relacionados com lesões que envolvem desordens no funcionamento dos músculos, ligamentos, discos e ossos em seu desempenho. Entre os principais sintomas estão dores e inchaços na face, estralos e travamento ao abrir e fechar a boca, dores de cabeça e na região dos ouvidos, além de pressão (bruxismo) maxilar.

Alimentos:

Os alimentos também exercem um papel muito importante para a saúde bucal e para evitar disfunções temporomandibulares. Na primeira infância, por exemplo, a amamentação é fundamental para o desenvolvimento correto da mandíbula e maxilar, assim como a introdução de alimentos pastosos e sólidos ao longo das fases. No entanto, alguns alimentos podem ser potencialmente mais agressivos para quem já possui problemas de ATM e ainda não identificou corretamente.

Os sintomas de disfunção temporomandibular causam dores de cabeça, inchaço facial e até dores de ouvido, sendo facilmente confundido com sintomas de outras patologias. E, devido a isso, muitos pacientes desconhecem o problema até que de fato o percebam durante uma atividade corriqueira como bocejar ou abrir e fechar a boca e, principalmente, durante a mastigação, em especial de alimentos mais sólidos ou duros.

Diagnóstico:

Para ter um diagnóstico correto e preciso é importante a avaliação de um buco maxilo facial, especialista preparado e apto no tratamento de ATM e cirurgias das articulações temporomandibulares, quando necessárias. O profissional solicita exames específicos para identificar a causa de dores, assim como avalia os hábitos e reclamações do paciente, que podem incluir estralos, travamento maxilar, dificuldade em abrir e fechar a boca, dores de cabeça, dores na região dos ouvidos, bruxismo (ranger dos dentes), perda de dente, má oclusão, entre outros sintomas.

Portanto, se você possui algum desconforto na região da face, procure ajuda de um profissional buco maxilo facial para identificar e tratar adequadamente o quanto antes.

Texto:  Prof. Dr. Marcelo Fardin – CRO: 49423

Mestre em Cirurgia de Cabeça e Pescoço; Cirurgião e Traumatologista Buco Maxilo Facial; e Estomatologista.

Contribuição Textual: Jornalista Carina Gonçalves – MTB 48326

Atendimento humanizado, com profissionais comprometidos com o seu bem-estar e qualidade de vida!

*Atuamos com convênios médicos e odontológicos (solicite informações)

Clínica Fardin, seu tratamento começa aqui!
Dr. Marcelo Fardin – Buco Maxilo Facial – www.clinicafardin.com.br
Rua Voluntários da Pátria, 2128 – Sala 11 – Santana – SP
Fones: 11-2283-3865 / 11-2959-3554